Dicas para praticar a Escuta Ativa: a verdadeira intenção de ouvir e fortalecer potenciais

- 1 Comentário

34 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 34 34 Flares ×

A realização do feedback é um das ações mais importantes para qualquer profissional e empresa. O feedack visa, principalmente, melhorar o profissional, para que o processo possa ser melhorado. E deveria ser uma tarefa tranquila e fortalecedora de vínculos, para todos os envolvidos no processo. No entanto, infelizmente, não é isso o que acontece.

Uma das ações mais importantes a serem tomadas por quem está dando o feedback é a Escuta Ativa. Essa escuta permitirá ao gestor realmente entender o profissional que está ali recebendo o feedback. Entender os motivos, necessidades e o potencial dele. Assim é possível aproveitá-lo melhor, e todos saem ganhando. Feedback é diálogo, jamais deve ser um monólogo. Quer melhorar a escuta ativa? Então confia as nossas dicas.

Observe a comunicação não-verbal do outro

A maneira como o outro se porta, pode revelar muito do que ele está sentindo e pensando. Saber observar estes pontos permite que você entenda melhor a pessoa que está recebendo o feedback. Por exemplo, caso o seu colega esteja mexendo muito as mãos, inquieto, ele pode estar nervoso e com medo. Então crie um ambiente em que ele se sinta seguro. Amenize com conversas agradáveis e além do trabalho, crie essa sintonia para que ele se sinta mais confiante e tenha mais confiança em você.

Mostre que está prestando atenção

Mostre que está prestando atenção. Mantenha a conversa ativa, com sinais como “uhum, sim” e olhe diretamente para ele. Mostre que o que ele fala é muito importante e relevante. Não deixe a conversa esmorecer. Sorria!

Parafraseie o que ele disse

Depois dele ter terminado a sua colocação, uma técnica muito boa é resumir e parafrasear o que ele disse. Desta maneira você reforça este diálogo e ainda permite que fique bem claro o que foi dito. Não dá margem para mal-entendidos.

Evite julgamentos

Você está em um processo de trabalho, então separe suas opiniões pessoais do momento desta conversa. Não julgue o outro. Observe com racionalidade. Crie empatia. As pessoas são diferentes, possuem valores e vivências diferentes. Se você não consegue viver em harmonia com a diferença, então não é uma pessoa adequada para efetuar o feedback.

Faça perguntas-chave

Organize as informações ditas pelo profissional e faça perguntas-chave, para manter o fooco e chegar a conclusões. Por exemplo “Por que você acha que isso ocorre?”, “O que você sugere para melhorar esta situação?”. Essas perguntas podem ajudar a pessoa a encontrar soluções para um situação desagradável, ou ainda podem surgir boas ideias para a empresa. Ademais, ideias é o recurso mais valioso de qualquer empresa.

Encontre interesses em comum

Com toda a informação dita, creio que você já tem um bom material apra trabalhar. Uma das melhores maneiras de começar a explanação é encontrar pontos de interesse em comum dentro do que foi dito. Isso aumenta a confiança e empatia, além de possibilitar abrir as mentes mais fechadas e menos receptivas ao feedback.

Estas são algumas dicas sobre a escuta ativa. Com estas ferramentas em mãos, é possível criar um feedback altamente proveitoso para todos,  e que todos saiam ganhando. Você já experimentou a técnica da escuta ativa? Tem mais alguma dica ou experiência para compartilhar conosco? Então comente!

Comentários

  1. Luis Donizete da Silva says

    Muito boa as orientações acima. Vou coloca-las em pratica em nossa empresa. Talvez assim melhore o en tendimento e a comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>